Skip to main content

Erasmus+

EU programme for education, training, youth and sport

Empréstimos para mestrados Erasmus+

Como financiar o futuro: um problema muito comum

Um dos maiores obstáculos com que se deparam os estudantes quando decidem continuar a estudar é o respetivo custo, sobretudo se quiserem estudar no estrangeiro. Os cursos de pós-graduação e a experiência de viver e de trabalhar noutro país são elementos cada vez mais essenciais num currículo competitivo.

«Sem o empréstimo Erasmus+ teria sido simplesmente impossível iniciar os meus estudos. Teve um impacto positivo enorme na minha vida.»

Boris

Um mestrado no estrangeiro pode proporcionar uma experiência profissional, pessoal e académica incrível, que é exatamente o tipo de experiência que pode conferir uma vantagem muito necessária no mercado de trabalho mundial atual. No entanto, poder continuar a estudar não deve implicar a contração de uma dívida impossível de pagar depois de concluir os estudos.

Se tiveres sido aceite num curso de mestrado no estrangeiro e estiveres à procura de uma forma de gerir as despesas relacionadas com as propinas e a tua própria subsistência, talvez os empréstimos para mestrados Erasmus+ te possam ajudar.

O que é um empréstimo para mestrado Erasmus+?

Os empréstimos para mestrados Erasmus+ são empréstimos garantidos pela UE com condições de reembolso favoráveis. Estes empréstimos foram concebidos para ajudar os futuros estudantes a financiar cursos de mestrado num país do programa Erasmus+, limitando o mais possível os encargos económicos.

O sistema destina-se a proporcionar a estudantes de pós-graduação os meios necessários para pagarem as despesas relacionadas com as propinas e as despesas de subsistência, permitindo-lhes assim concentrar-se nos estudos e não na gestão do seu saldo bancário. O programa pretende ser o mais inclusivo possível, seguindo as seguintes orientações:

  • dispensa de garantias suplementares por parte dos próprios estudantes ou dos pais, assegurando a igualdade de acesso
  • taxas de juro favoráveis, inferiores às do mercado
  • condições de reembolso especiais com um prazo até dois anos para começar a reembolsar o empréstimo, dando tempo aos estudantes para encontrarem emprego

Os futuros mestrandos podem beneficiar de um empréstimo até 12 000 euros no caso de um mestrado de um ano ou até 18 000 euros no caso de um mestrado de dois anos (ou montantes equivalentes noutra moeda no caso de bancos de países que não pertencem à zona euro, sujeitos a flutuações cambiais).

Onde estão disponíveis os empréstimos para mestrados Erasmus+?

Atualmente, o sistema está disponível para os estudantes que residem nos países do programa que se seguem e que querem estudar no estrangeiro noutro país do programa:

  • Espanha
  • Itália (região da Emília-Romanha)
  • Croácia
  • Roménia
  • Turquia

Os estudantes de outros países do programa podem candidatar-se a um curso de mestrado em Espanha. A Universidade do Luxemburgo e a Universidade de Chipre concedem empréstimos equivalentes para estudantes de todos os outros países do programa que desejem frequentar um curso de mestrado nestas universidades.

Por razões de clareza, em vez de um empréstimo financeiro, as universidades oferecem prestações em espécie (propinas, despesas de habitação, etc.) que podem ser reembolsadas após a obtenção do diploma. Quanto aos empréstimos diretos, aplica-se a garantia da UE, pelo que não são necessárias outras garantias.

Espera-se que esta lista de intermediários participantes vá aumentando à medida que mais instituições financeiras e universidades adiram ao sistema, o que acontecerá muito provavelmente de forma gradual. Consulte esta página regularmente para ficar a par da novidades relativas à disponibilidade do programa.

«Muda mesmo a tua atitude. É como uma mudança de mentalidade, faz com que tenhamos menos medo de viver e trabalhar no estrangeiro.»

Xavi

Quem pode candidatar-se?

Os potenciais estudantes devem:

  • viver num país do programa
  • ter concluído uma licenciatura (ou equivalente) antes de apresentar a candidatura
  • terem sido aceites (antes de se candidatarem) num programa de mestrado completo noutro país A universidade que oferece o programa deve ser titular da Carta Erasmus para o Ensino Superior

O Empréstimo para Mestrado Erasmus+ visa apoiar a realização de estudos de mestrado completos por residentes de países do programa num país que não seja o seu país de residência nem o país onde frequentaram o primeiro ciclo de estudos. Os estudantes que estudam no estrangeiro apenas durante uma parte do ciclo de estudos de mestrado também podem candidatar-se a uma bolsa Erasmus+.

Candidaturas

Os futuros estudantes devem candidatar-se junto da instituição financeira e das universidades ou em linha, para o que precisam de apresentar a seguinte documentação:

  • certificado de conclusão do grau de estudos anterior ao curso de mestrado
  • recibo da taxa de inscrição no mestrado OU documento comprovativo da admissão e do custo do curso de mestrado

As condições oferecidas por cada instituição de crédito podem ser diferentes, mas todas as instituições aplicarão taxas de juro significativamente mais baixas do que as taxas comerciais. Por conseguinte, os estudantes devem consultar o sítio Web específico do banco ou da instituição de crédito para verificar quais são as condições específicas dos empréstimos concedidos. As instituições em causa são as seguintes:

  • MicroBank (estudantes de Espanha que queiram estudar no estrangeiro e estudantes de outros países que queiram estudar em Espanha)
  • Emil Banca Credito Cooperativo (estabelecido na região da Emília-Romanha, em Itália, para estudantes que saiam de Itália)
  • QNB Finansbank (para estudantes da Turquia que queiram estudar no estrangeiro)
  • FINS, parte do Educativa Group (para estudantes da Roménia que queiram estudar no estrangeiro)
  • PBZ - Privredna Banka Zagreb (para estudantes da Croácia que queiram estudar no estrangeiro)
  • Universidade do Luxemburgo (apenas para estudantes estrangeiros que vão estudar para o Luxemburgo)
  • Universidade de Chipre (apenas para estudantes estrangeiros que queiram estudar em Chipre)

Mais informações

O Relatório de 2018 sobre os empréstimos para mestrados contém um resumo das reações dos estudantes participantes no período de 2015-2018.

Para mais informações sobre empréstimos para mestrados Erasmus+, consulte o sítio do Fundo Europeu de Investimento.